Cinema e afins

HBO, Mandrake e o Sono dos Broxas

Há muito tempo sei que a HBO produz as melhores séries de televisão. E não apenas nos EUA (como a sensacional “Game of Thrones” entre outras), mas também na América Latina a HBO acerta a mão, como dizemos em português do Brasil. E uma destas séries é “Mandrake”, baseada no personagem de Rubem Fonseca, do qual sou fã de carteirinha e assíduo devorador e colecionador de seus romances e contos escrotos e depravados. Co-produzida pela Conspiração Filmes (que já nos presenteou com o sensacional “Cidade de Deus” e sim, Dadinho é o caralho!), “Mandrake” é uma estonteante série sobre um Brasil, especialmente um Rio de Janeiro, que passa longe do “clima global do Leblon” das novelas de Manoel Carlos. “Mandrake” mostra o que há de mais sujo, mais divertido e mais sacana no Rio de Janeiro.

Os roteiros foram muito bem desenvolvidos, capitaneados por José Fonseca (filho do Rubem Fonseca) e Tony Bellotto (sim, dos Titãs) com trilha sonora composta por Dado Villa Lobos (da Legião Urbana), e  nos mostram excelentes histórias de um advogado (Mandrake) que mais se parece com um detetive particular, muito bem interpretado por Marcos Palmeira. “Mandrake” tem uma produção muito bem estruturada, com um elenco estonteante (Miéle como “Wexler”, sócio de Mandrake no escritório de advocacia, e Marcelo Serrado como “Raúl”, investigador de polícia e melhor amigo de Mandrake – que em determinado episódio diz que quer viver o “sono dos broxas” – está fantástico) e, nos apresenta em primeiríssima mão a maravilhosa Erika Mader (sim, sobrinha de Malú Mader) como uma das diversas “amantes”de Mandrake.

Foram duas temporadas de muita investigação e, na maior parte dos casos – ou em todos, de certa forma – sempre havia uma sacanagem envolvida. Seja um cônsul que se vê envolvido numa noitada com um travesti e termina sem saber fazer o que (e bem no dia dos namorados) ou, então, suplente de senador sendo chantageado (o ótimo Paulo César Peréio com sua voz canastrona e única) ou simplesmente filhinho de mamãe e papai adultescente apaixonado por uma garota de programa que só quer a grana do infeliz e, de tabela, se ver livre de seu cafetão. Em todas as situações, está lá Mandrake. Não tão disposto, mas sendo arrastado para o meio das muitas confusões que permeiam a vida d@s brasileir@s.

Foram duas temporadas fantásticas. E sempre me senti frustrado por nunca conseguir comprar o Box de DVD para assistir. Na verdade, nunca cheguei de ver em lugar algum, muito menos as duas temporadas a venda. E, para minha agradável surpresa, aqui no México as encontro a venda num único Box de DVD. Quando vi, de imediato a puxei da prateleira e corri até o “cajero” para pagar o Box, receoso de que alguém pudesse dizer que, embora uma série brasileira, não seria vendida a um brasileiro (ok, foi paranoia conspiratória pura :P). Comprei o box e estou (re) assistindo. É muito bom e vale muito a pena, especialmente para aqueles e aquelas que apreciam boas histórias detetivescas com muita sacanagem (em todos os sentidos, deixo claro) envolvida.

“Mandrake”, ao que fiquei sabendo ao ler uma matéria do Estadão, finalmente terá uma terceira temporada. Fiquei muito feliz com a notícia e, pelo que li, Marcos Palmeira também. Espero que seja tão boa quanto as duas primeiras temporadas.

About these ads

Um pensamento sobre “HBO, Mandrake e o Sono dos Broxas

  1. “Quando vi, de imediato a puxei da prateleira e corri até o “cajero” para pagar o Box, receoso de que alguém pudesse dizer que, embora uma série brasileira, não seria vendida a um brasileiro (ok, foi paranoia conspiratória pura)”… caso de polícia…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s