História em Quadrinhos

Informe Sobre Ciegos – Resenha de Cabaré

O livro “Sobre Heróis e Tumbas” do escritor argentino Ernesto Sábato é um dos meus cinco livros preferidos. Está nesse hall de preferência literária desde que encerrei sua leitura. E muito – para não dizer tudo – de porque tanto aprecio essa obra literária se deve ao transtornado “livro dentro do livro”: o Relatório sobre os Cegos. O “Relatório sobre os Cegos” é uma espécie de diário do transtornado personagem Fernando Vidal Olmos. Nele podemos acompanhar seus delírios em torno de uma suposta conspiração envolvendo os cegos, conspiração de altíssimo nível e que remonta a elementos pré-humanos. Verdadeiramente, o “Relatório sobre os Cegos” é uma história própria, densa e permeada de elementos sarcásticos sobre a condição humana, especialmente pensamentos como este: “E o poder do mal é tão grande e tortuoso que o utilizam até para  recomendar o bem: se não fizermos isto e aquilo, nos ameaçam com o inferno”.  Ou: “”se as pessoas não soubessem ler, pelo menos não poderiam ser idiotizadas dia a dia pelos jornais e revistas”.

Fernando Vidal Olmos representa o que há de pior e também mais frio no ser humano. E, acredito, é impossível para o leitor e a leitora do “Relatório Sobre os Cegos” não admirar o nível de perspicácia e canalhocratice de Olmos. Seus pensamentos e a maneira como narra seus delírios são “encantadores”, mas “encantadores” no sentido de hipnotizar-nos com sua selvageria psicológica e Ernesto Sábato, seu criador, foi um gênio ao dar-lhe uma personalidade tão caótica e envolvente.

Digo tudo isso por uma razão: descobri, aqui na Cidade do México, uma publicação no formato de uma história em quadrinhos do “Relatório Sobre os Cegos”, no original “Informe Sobre Ciegos”. Estonteante! Ilustrada pelo magnífico Alberto Breccia, temos uma HQ que representa, de forma digna, toda a imagética caótica do “Relatório Sobre os Cegos”. A HQ não reproduz toda o texto, Breccia buscou retratar em sua HQ – co-assinada, claro, por Ernesto Sábato – realmente a loucura conspiratória em torno dos cegos para o personagem Fernando Vidal Olmos, reforçando um caráter mais lovecraftiano da obra “Informe sobre Ciegos”. O clima “preto & branco” da HQ ficou perfeita, ainda mais para a escuridão que existe não apenas para os cegos, mas a escuridão que existe na alma de Fernando Vidal Olmos.

Não é de estranhar que essa magnífica HQ tenha ganhado, em 1994, o Prêmio de Melhor HQ Estrangeira publicada na Espanha no Salón Internacional del Cómic de Barcelona. Não sei se esta HQ foi publicada no Brasil. Se foi, não exito em recomendar sua aquisição. Se não foi, também não exito em recomendar sua aquisição da HQ original, em língua espanhola. Para fãs de boas histórias em quadrinhos e da obra de Ernesto Sábato, é uma excelente obra da nona arte. Para comprar a HQ clique aqui. E boa leitura!

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s